A tradição em uma cidade onde pulsam a fé e a alegria

Apesar do dia do Senhor do Bonfim ser comemorado somente no domingo, hoje há uma festa que faz parte do calendário anual de Salvador – a lavagem das escadarias da Colina Sagrada. Trata-se de uma festa secular, que há 264 anos mobiliza milhares de fiéis, simpatizantes e turistas. A festa litúrgica ocorre sempre três dias antes do dia oficial do Nosso Senhor do Bonfim, que desde 1773 é celebrado no segundo domingo após 6 de janeiro, data em que a igreja católica celebra a Festa de Reis.

Nesse mesmo ano deu-se início também a lavagem do templo, como parte dos preparativos para a festa do Senhor do Bonfim. Com o tempo, o ritual da limpeza na parte interna da igreja foi transferido para as escadarias, com autorização do arcebispo Dom Sebastião Monteiro de Vide. Assim, iniciou-se a tradição com o cortejo de baianas que caminham desde a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia até o alto do Bonfim, num percurso de oito quilômetros de celebração.

Neste ano, a programação em homenagem ao santo, considerado o padroeiro de coração dos baianos, foi aberta no dia 4 de janeiro, com o início do novenário (que é interrompido no dia da lavagem), e segue até domingo, quando se celebra o Senhor do Bonfim. Para 2018, o tema escolhido para a festa foi “Origem, identidade e missão do amado Jesus, Senhor do Bonfim”. O lema é “Quem dizes os homens ser o Filho do Homem (Mt 16,13)”.

Mesmo sendo uma festa, não perca o sentido original da religiosidade – a fé! Aproveite o dia para fazer suas orações, agradecer e pedir bênçãos ao Senhor do Bonfim.