Ensino Fundamental I

Letramento e Alfabetização

Partindo das descobertas de cada um/uma, respeitando os conhecimentos trazidos pela criança, entramos no “mundo letrado”.

O dia-a-dia na sala de aula insere o/a alfabetizando/a no mundo dos símbolos através de letras, palavras, textos, placas, rótulos, logomarcas, etc. Assim, a construção da leitura e da escrita se dá a partir de representações da fala, respeitando a leitura de mundo de cada um.

Buscando a ampliação da sistematização da leitura e da escrita, as crianças participam de aulas de Informática, Música, Artes, Educação Física, Laboratório de Ciências e Ensino Religioso, onde é possível estimular e depertar o espírito pesquisador, a ampliação de experiências e do acesso às outras leituras de mundo. A expressão oral, escrita e corporal é estimulada constantemente, pois acreditamos que através dessas diversas expressões prenuncia-se a escrita.

No aprendizado da leitura e da escrita, as crianças têm contato com várias tipologias textuais (receitas, parlendas, trava-línguas, poesias, músicas, textos não-verbais, história em quadrinhos, narrativas, avisos, manchetes de jornais, bulas de remédios, etc.). Isso favorece a aproximação da realidade dos/as alunos/as com o mundo das letras.

Todas as atividades são desenvolvidas de forma significativa, fazendo com que as crianças atribuam sentidos, pois ler é dar significado ao que pensa, ao que vê, ao que fala.

Proposta de Ensino

A nossa Proposta Pedagógica para o Ensino Fundamental I visa desenvolver no(a) estudante a capacidade de aprender a apreender, aprender a fazer, aprender a ser e a conviver, seguindo os pilares da educação básica preconizados pelos estudos da UNESCO.

O trabalho pedagógico é desenvolvido e consolidado nos principais fins educativos:

> O desenvolvimento da capacidade de aprendizagem tendo em vista o domínio da leitura, da escrita e do cálculo.

> A compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade.

> A formação da atitudes favoráveis ao aperfeiçoamento da pessoa, alicerçada a uma educação evangélico-libertadora para o aprender a viver em felicidade e em harmonia com si mesmo/a e com os/as demais.

A simultaneidade entre fins e ações educativas favorece o desenvolvimento da autonomia, da criatividade, da solidariedade e contribui para a formação de uma sociedade mais justa, fraterna e igualitária.

No processo de ensino e de aprendizagem, os conteúdos são articulados entre si e com o contexto sócio-histórico do/as estudantes, compreendendo-os/as como protagonistas de sua aprendizagem.