Professora do ISBA é nomeada internacionalmente Embaixadora da Paz

Educar para a paz. Foi por causa deste propósito que recebemos uma ótima notícia nesta última semana de maio. A professora da catequese do Colégio ISBA, Amélia Lima, recebeu honrosamente o título de “Embaixadora da Paz”, pela Living Peace International*. O projeto do “Círculo Universal de Embaixadores da Paz (França-Suíça)” nomeou somente três brasileiros para representa-lo. Além da pedagoga baiana, o paranaense de Ibiporã – Francisco Martins, e a atual Secretária Geral da Rede em Castelgandolfo (Itália) – Corinne Raboud, também receberam o título em reconhecimento ao trabalho árduo pela paz.

Aqui no ISBA, desde o ano de 2017, a professora Amélia desenvolve esse projeto de percurso de educação para a paz, uma Rede da Living que envolve mais de 200 mil pessoas, em 113 nações dos cinco continentes. “Eu acredito que o professor é um referencial para o seu aluno. Por isso, procuro viver com os outros a solidariedade e o cuidado com o próximo. Desejo com esta postura fortalecer que teoria e prática caminham juntas. Esta regra de convivência é essencial nas relações interpessoais, por isso sempre a proponho nas aulas, nos encontros com os meus alunos e os pais.”, enfatiza Amélia, que já foi professora de Ensino Religioso.

O projeto desenvolvido no Colégio ISBA é um método lúdico-pedagógico que deseja disseminar a cultura da paz nos ambientes mais variados, desenvolvendo ações concretas, renovando relacionamentos e reforçando colaborações para a construção de uma rede de paz no mundo. É um jogo inspirado por Chiara Lubich, conhecido como “A arte de Amar”, que traz uma proposta muito positiva para conviver melhor com o outro. A professora Amélia destaca que “esta é uma experiência única, onde podemos descobrir que a paz está em mim. Que a paz é um bem, e ela pode ser levada para muitos, e que nós podemos nos comprometer com os outros, com a humanidade, e que podemos construir pontes de fraternidade.”.

Em 2018, nos encontros com as famílias da catequese no ISBA, a pedagoga oportunizou uma oficina entre pais e alunos, numa experiência belíssima de levar o desejo de paz na Associação Criança Família.  Ela explica que, entre várias outras ações, as atividades desenvolvidas na Instituição levou a receber a nomeação: “Este título eu recebi a partir do desejo de levar a paz em vários lugares de Salvador e cidades da Bahia. No ano passado alcançamos mais de 45 workshops e oficinas sobre O Dado da Paz na região.”.

Questionada sobre o que vai mudar com a titulação, a professora Amélia só fez reforçar o que já sabíamos: “Em meu coração o desejo de levar a paz e buscar o bem comum é grandioso. Eu vejo que esse este reconhecimento fortalece ainda mais o meu empenho e minha responsabilidade em contribuir para que o mundo seja um lugar melhor para todos.”. Este é um compromisso não só dela, mas também do Colégio ISBA nos seus 55 anos de história e tradição. É como diz a Constituição da UNESCO: Como as guerras começam nas mentes dos homens, é nas mentes dos homens que se devem construir as defesas da Paz”.

*Living Peace trabalha no sentido de reforçar as colaborações e cooperar com tantas outras iniciativas existentes no mundo para a construção de uma “rede” de paz que abrace toda a Terra. Considerado uma plataforma, o Living Peace tem mais de 60 organizações internacionais em sinergia com o projeto, compartilhando iniciativas e ações de paz que são propostas às respectivas redes.