Bate-papo com profissionais ajuda na orientação de estudantes

O que você quer ser quando crescer? Essa pergunta tão comum para as crianças, que voam longe na imaginação, é muito mais complexa para os adolescentes prestes a prestar vestibular. Sabendo o quão é difícil escolher o que quer ser para o resto da vida, que o Colégio ISBA reuniu profissionais de diversas áreas para ajuda-los a esclarecer dúvidas e tomar uma decisão mais assertiva.

O “Fórum de Orientação Profissional” foi realizado na última semana e contou com a participação de fisioterapeutas, advogada, administradora, engenheiros civil, químico e mecânico, jornalistas, relações públicas, artista, médico, enfermeira, psicólogo, arquiteto e um profissional da área de tecnologia. Eles falaram sobre as dificuldades no campus acadêmico, quais os critérios utilizados para a escolha da profissão e as possibilidades de atuação, sobre o mercado de trabalho, a remuneração, e ainda esclareceram dúvidas que iam aparecendo durante as palestras.

A abertura do evento ocorreu no Auditório Maestro Cícero Alves, com o fisioterapeuta e professor da Faculdade Social da Bahia (FSBA), Jorge Vieira. Ele frisou que “com estratégia, esforço e trabalho é possível ser um excelente profissional em qualquer área que escolha, independente se você é ou não um aluno nota 10 no Colégio”. De lá, os estudantes seguiram para o 3º andar do Colégio e escolheram as salas com as palestras com as quais mais se identificaram.

Na sala mais cheia, outra professora da FSBA que deu sua colaboração foi Carolina Orrico, coordenadora do curso de Direito. A advogada falou sobre as leis brasileiras e suas particularidades, além de destacar as tantas oportunidades de atuação na área, como civil, penal e trabalhista. A coordenadora do curso de Administração da FSBA, Rosilene Cruz, também cooperou na palestra dada em outra sala, e tirou muitas dúvidas sobre as possibilidades de trabalho de um administrador.

Outro profissional que foi muito abordado foi Ricardo Saaid, que trabalha com tecnologia. Ele explicou que a área vai além de saber utilizar um celular ou dar suporte a um computador. O profissional de tecnologia pode trabalhar com desenvolvimento, logística e startups, e deu diversos exemplos da importância da tecnologia dentro e fora de uma empresa e de como elas têm procurado profissionais cada vez mais qualificados. Ele esclareceu dúvidas sobre Bitcoim (criptomoedas), sobre Blockhaim (sistema que garante a relação entre pessoas-máquinas) e EPR (softwares que mantém todos os servidores da empresa ativos). Um mundo de possibilidades pra esse pessoal jovem que adora tecnologia.

Outra sala que ficou lotada foi a que teve palestras sobre engenharias. O ex-estudante do ISBA e que hoje estuda engenharia mecânica, na Universidade Federal da Bahia (UFBA), Victor Alves, foi um exemplo de que qualquer aluno que saia daqui pode chegar a grandes Universidades, e que é normal ter dúvida sobre o que quer fazer: “Eu comecei na UFBA fazendo Engenharia de Minas, que trabalha geralmente com petróleo, mas não me identifiquei com o curso. Nós somos jovens e ainda temos tempo de errar e mudar. Hoje, sei que fiz a melhor escolha.”, revelou Victor. Palestra que também encantou os estudantes foi a de Marco Carneiro, engenheiro químico da Petrobrás, que falou sobre a importância da vivência no exercício da profissão. O engenheiro civil, Alex Oliveira, destacou a experiência dentro da Universidade.

Após um intervalo na metade da manhã, novos profissionais vieram também dar suas colaborações e tirar dúvidas sobre suas áreas. A sala mais lotada, dessa vez, foi a da profissão mais antiga do mundo. O médico Eduardo Bonfim falou sobre os prazeres e as dificuldades na medicina e frisou que essa é uma área que exige muito estudo, dedicação e amor, não só pelo que faz, mas também pelas pessoas. Ainda na área de saúde, a enfermeira Adriana Albuquerque, a fisioterapeuta Márcia São Pedro e o psicólogo Luiz Lopes, que é coordenador do curso na FSBA, também tiraram dúvidas sobre essas complexas profissões que lidam diariamente com a anatomia dos seres humanos.

Na área da Comunicação, a colaboração veio com o artista Raimundo Leão, com o relações públicas Marcelo Chamusca, e os jornalistas Vanderson Nascimento e Bárbara Souza. O repórter da TV Bahia falou da sua experiência, das transformações no jornalismo e contou alguns casos bem curiosos pelo qual ele passou em “entradas ao vivo”. Muito questionados, tanto Vanderson quanto a coordenadora do curso na FSBA, Bárbara Souza, esclareceram as dúvidas e contaram a realidade do Jornalismo, o papel dele na sociedade, e que apesar das mudanças ao longo do tempo, como é o caso do jornal impresso, é uma carreira que “não morre”.

Por fim, os estudantes do Ensino Médio também puderam se deslumbrar com as palestras do Tenente Barata e o Sargento Jademir, que falaram sobre a carreira militar, principalmente na Marinha Brasileira, onde atuam. E o arquiteto Victor Sousa encerrou falando sobre as disciplinas no campo acadêmico, as possibilidades de especializações e campos de trabalho.

Com certeza, o “Fórum de Orientação Profissional”, que teve uma parceria da FSBA, ajudou muito no esclarecimento dos nossos estudantes. Um momento único e bem aproveitado por eles. Obrigada a todos que participaram!